Bem-Vindos ao site da Mentira!

Olá! Sou o guarda do site

Este site não é um blog, mas um constato do que nas últimas décadas atirou Portugal para o caixote de lixo da Europa. Pelo que a quase totalidade dos artigos, mesmo os mais antigos,  permanece – infelizmente – na ordem do dia. A sua organização está longe da perfeição. Todavia, o seu conteúdo está disposto para fácil acessibilidade. Assim, para que muitos dos textos publicados se mantenham perfeitamente actuais, apenas pequenas adjunções ou actualizações lhes são feitas. Sempre que isto acontece, as versões são devidamente anotadas.

Milhares de canais de TV à borla !






Visite o blog do  Leão Pelado 
Visite o blog da  Mentira! 
Download de Slide Shows. Divirta-se! 

Fotografias de Alta Definição e 100 Motivos de Natal para
Postais de Natal, Imagens de fundo ou Slide Shows 



Conteúdo

Estado da Nação



powered by FreeFind


Imprensa





Crianças Desaparecidas

Veja se reconhece, viu ou ouviu falar sobre alguma delas. Se puder, dê a sua ajuda.


Google
Open Directory
Project





Subsects
Seta  dmoz.org

Ver o artigo
desta sondagem

Velocímetro



Veja aqui a grande escolha de serviços gratuitos.

Grandes Serviços Pequenos Preços.




Anti-Spam

Spread Firefox Affiliate Button


Análise extensa do panorama político português, das decisões dos governantes e das suas consequências para o país, dos seus esforços na aplicação de medidas necessárias ou falta deles e consequentes resultados. Será Portugal uma democracia, como muitos afirmam à boca cheia? Porque é que não param de falar em democracia, quando nos países tradicionalmente considerados como exemplos de democracia ninguém fala nela? De que temos orgulho e que futuro próximo podemos esperar? Clique


Actualidades


Exodus

Factos históricos e actuais sobre o médio oriente escondidos por alguns países e jornalistas (portugueses incluídos).

Uma democracia que só apoia ditadores e terroristas.

De que nos informa a RTP? Sabemos realmente o que se passou e o que se passa por intermédio daqueles que são pagos com os nossos impostos para nos dizerem a verdade, ou estarão a encobrir essa verdade e a enfiar-nos barretes? Que idoneidade tem actualmente a RTP? Será digna do papel que desempenha? Será digna de crédito?

9-8-06



Estado Terrorista

O governo de um de dois países em guerra rapta membros do governo do outro país e diz que vai julgá-los por terrorismo. Casos destes não se passaram em nenhuma guerra desde há séculos. Como exemplo mundialmente conhecido e da história relativamente recente, temos o modo como Hitler, hoje por todos amaldiçoado, actuou com os governos dos países que subjugou durante a guerra.

2-7-06



Nova Burla Governamental

Mais uma burla em cima de outra igual anterior. O Zé povinho aceita tudo; tem as costas largas e o estômago forte para enriquecer os políticos com o seu trabalho escravo sem lhes vomitar em cima. Gosta de ser enganado e adora adormecer contente depois de perder o seu serão a embrutecer-se com telenovelas para atrasados mentais.

26-6-06



Deputados Dão Exemplo Escandaloso

“Os deputados vão receber este ano mais de 3,5 milhões de euros para se deslocarem do seu local de residência até à Assembleia da República. Segundo o Correio da Manhã, esta verba representa um aumento de 27,4 por cento em relação a 2005…



Presidente Eleito Pelos Jornalistas

Muitos pensarão que este texto cheira a mofo. Infelizmente, os factos nele apresentados são tão reais e actuais, que se ocorressem hoje se repetiriam, se amanhã seria uma previsão, demonstrando assim uma desgraça actual de carácter permanente. Por isso que aqui continuará por longo tempo como "actualidade", a não ser que a população reconheça de como é gozada e abusada por políticos corruptos e jornalistas coniventes, quais deles os piores.

Em toda a Europa se conhece o que a corrupção e má administração dos governos de Cavaco e Silva fizeram dos fundos europeus em Portugal, o que originou a miséria actual dos portugueses. Na base deste conhecimento, imagine-se só o que pensam os povos europeus sobre a demonstração de inteligência do povo português ao eleger o carrasco que lhes tramou a vida.



Democracia Modelo

Quem não tenha ouvido o Primeiro Ministro a firmar peremptória e enfaticamente que o governo não prestava contas a ninguém, quem não acompanhou o "progresso" político em Portugal – que tão grande impulso para baixo tem dado à vida nacional e ao bem-estar dos cidadãos – ainda poderá estar convencido de que vivemos em democracia.

Destaques


Acto Troglodita e Pata na Poça

Assistimos ao mais profundo acto de falta de civismo ao ouvirmos um primeiro ministro  que em nada era candidato, interromper malcriadamente a declaração final do segundo candidato mais votado nas eleições presidenciais.



Casa Pia

Não se vai aqui discutir o processo da Casa Pia, mas à parte o que decorre em tribunal, há casos da maior importância que estão a ser completamente ignorados pela justiça. É disso que se trata.



Presidenciais

Afinal, qual será o melhor candidato para presidir a nossa miserável república, no estado de desgraça em que políticos incapazes, gananciosos e corruptos com tanto êxito se têm esforçado em colocá-la?



Alta Corrupção Descarada e Ultrajante

Exemplo do que se passou em fins de 2005. O grande problema não é só que este procedimento se arrastou durante décadas. O pior de tudo é que tais casos de corrupção continuam actuais. O governos mudam e com eles as caras dos políticos, mas é só isso que muda. Tudo o resto é imutável porque os métodos não são os dos partidos, mas daqueles que os compões. Só que esses são todos iguais e têm todos os mesmos interesses. As oligarquias substituem-se no governo, mas são sempre oligarquias.

Administradores da REFER foram há pouco tempo exonerados por justas razões. Foi-lhes paga uma indemnização principesca, coroada por um subsídio real de Natal. Adicionalmente, foram-lhes atribuídos outros cargos ainda mais bem remunerados.



Corrupção e Delapidação dos Fundos Comunitários

Mais um caso que se julgará ser do passado. Pois é, é aquele que durante décadas os políticos corruptos nos atiraram para a estrumeira da Europa. Conheça-se não só o porquê neste artigo, mas também como devemos proceder para sermos um estado "normal" em Estado da Nação.

Finalmente alguém começa a falar do que se fez do mais de um milhão de contos recebidos por dia e como isso resultou na miséria geral da população do nosso País. Giro, giro, que o principal responsável, cujo governo incapaz chegou a receber mais de €5 milhões por dia dos fundos Comunitários saiu com um défice de 5%, continue a fazer-se passar por inocente e ainda, por demais queira que aqueles que atirou para a miséria o recompensem agora, elegendo-o para presidente.

Porque é que os portugueses se continuam a lamentar e a comportar como um rebanho de carneiros resignados às mãos de políticos corruptos, ainda pior que antes da Abrilada? Afinal, assim, parece que a culpa não era do regime: está-lhes na massa do sangue.



Taxas Exploradoras

Então, não se pergunta por que é que as pessoas se dirigem às urgências em vez dos centros de saúde? Que falsidade declarada! Que teatro de mentira e logro! Vista a maneira como os centros e saúde funcionam...



Governo Condena Progresso e Decreta Atraso

Em todo o mundo é conhecida a importância fundamental das comunicações (e/ou telecomunicações) – sejam de que tipo for – como arma contra o atraso e a segunda mais eficiente para o progresso, logo a seguir à instrução. O modo como as comunicações funcionam e custam em Portugal corresponde e justifica, ponto por ponto, com os mais de 52 anos atraso do país em relação outros países europeus, segundo o Eurostat.



A Revolução em França

Imigrantes? Actualidade permanente. Será sempre a culpa deles, ou não existião outros factores encobertos? Toda a gente sabe que os imigrantes não são todo iguais. Sobre os chineses nunca se fala porque nada de "anormal" se passa com eles, mas outros há que fazem correr bastante tinta. Todavia, serão as causas devidamente consideradas?

Conhecendo o procedimento da França durante as últimas quatro décadas, ninguém se pode admirar do que acontece agora. Só nos podemos admirar como tal estado não tenha sido atingido anteriormente ou como levou tanto tempo a acontecer



Governo Decreta Miséria e Fome

A pobreza e a miséria em Portugal avançam a passo largo e firme. Os mais atingidos são, mais do que é óbvio, aqueles que por natureza têm menos possibilidade de lhes fugirem: os idosos e os que necessitam de cuidados de saúde especiais.

[ Conteúdo ]


Preâmbulo

Uma das pretensões deste site é a de ajudar a desmascarar as artimanhas da maioria dos políticos, encobertas pela grande maioria dos jornalistas portugueses, a ponto de se ser melhor informado pela imprensa estrangeira do que pela nacional sobre o que ao certo se passa cá dentro. Não que a maioria deles desconheça, mas os noticiários televisivos preferem ocupar-se de mexericos, de boatos e coisas do género. Como alguém escreveu, vivem cada vez mais de escândalos fabricados, falsas notícias e especulações de vão de escada dignas de alma de porteira. Preferem dar-nos a vasura porque nos tomam por porcos. Sobretudo quando se referem às acções e embustes de políticos. De acordo com a conveniência ou a ideia, tanto tapam, encobrem, arrolham, como fazem grandes espalhafatos, muitas vezes infundados. Por outro lado, a população está como que hipnotizada pelas burlas que os políticos contam, nunca desmascaradas mas sim encobertas por jornalistas, come se vivendo num sonho feliz de anestesia enquanto se lhes trata da saúde. Como não é possível estar ao corrente de tudo, tenta-se, assim, de algum modo, remediar e fornecer alguns links que se julgam úteis para esse fim. Tarefa difícil e longe de se pretender completa.

Embora em Portugal se viva num comprovado ambiente da mais profunda corrupção, de mentira descarada e desavergonhada num país de miséria e de fome, não devemos no entanto esquecer que todos conhecemos políticos e jornalistas honestos e estamos conscientes de que quase nenhuma profissão favorece a desonestidade, os maus sentimento ou torna as pessoas incivilizadas. Quando assim acontece apenas se pode atribuir às qualidades pessoais de quem exerce qualquer profissão e não à profissão exercida. É certo que algumas profissões podem facilitar a encobrir os maus sentimentos de quem as exerce, mas tal não pode ser tomado como uma justificação para o desenvolvimento e expansão de defeitos pessoais de carácter abusivo, ganancioso ou maldoso. Maldoso e incivilizado, sempre que seja em evidente prejuízo dos seus semelhantes, ainda até quando tais praticantes não considerem os assim prejudicados como seus semelhantes, mas apenas como meras pontes para atingirem as suas ambições egoístas, comprovando assim a sua mentalidade abjecta e selvagem. Traição premeditada, quando os eleitores são burlados em eleições, com promessas que sabem que não vão cumprir e cujas consequências também sabem serem desastrosas para o país. Não são hoje muitos os políticos nem os jornalistas que fazem o seu trabalho com objectividade, imparcialidade, liberdade e honestidade, mas existem. Na maioria dos casos, se os jornalistas não são parte activa nestas acções, pelo menos alimentam-nas, sobretudo no que respeita à televisão, pela exploração do exagerado espectáculo das imagens, por longas alusões a mexericos ridículos, deixando casos importantes de lado ou com diminuto e insuficiente desenvolvimento. Ou pelo menos com desproporcionado desenvolvimento. Quando assim não é, encobrem com indubitável conivência, o que os faz partilhar com os políticos a desgraça que estes causam à nação. A maioria dos programas de interesse é geralmente emitido a horas inacessíveis à maioria trabalhadora, enquanto que o lixo vai para o ar às horas que os pedantes chamam de "nobres" já que qualquer outro tipo de nobreza parece ter deixado de existir. Nem num país onde a desresponsabilização e a auto-desculpa se tornaram tradição, os meios jornalísticos podem fugir à evidente responsabilidade que, conscientemente ou não, tomam no modo como exercem a sua profissão.

Também é evidente que muitos indivíduos com intenções menos rectas e virtuosas se esforçam por tirar partido das ocasiões que se lhes apresentam (oportunistas desonestos). Daí tantas situações assim criadas e mantidas com o apoio de quem partilha sentimentos idênticos. O desgoverno, a desorganização e a burocracia não podem deixar de originar uma certa confusão e ambiente que os oportunistas mais diversos e de todos os níveis se esforçam por não desperdiçar. É incontestável que quem simpatize com os que praticam obras dignas de mérito e de estima e os defenda, não pode deixar de partilhar os sentimentos dos seus autores. A mesma afinidade se conclui sobre qualquer um que simpatize e apoie um corrupto, um incapaz, um ladrão ou um assassino, sem que este seja seu parente muito próximo.

Por fim, lembremo-nos que este site se chama precisamente Mentira!, o que significa que todos os assuntos são aqui apresentados de modo falso e que tudo que sobre eles se escreve é absoluta mentira, apenas para atirar areia aos olhos em guisa de discurso político, não podendo portanto os seus autores melhor fazer do que desaconselhar a sua credibilidade

[ Conteúdo ]

Grandes Jornalistas     Documento

[No prelo. Pois, tarda... mas há alguns posts sobre eles no Blog da Mentira! (Link ao alto desta página.]

[ Conteúdo ]


Cotações

Almas de Porteira

Num país onde não se passa literalmente nada e os meios de comunicação vivem cada vez mais de escândalos fabricados, falsas notícias e especulações de vão de escada dignas de alma de porteira, tudo é possível.

E ainda: Como diz outro amigo meu - é tão bom ter tantos amigos - um português que vive há vinte anos em Londres, Portugal é uma ilha que por acaso faz fronteira com outro país. Eu acho que Portugal é uma aldeia que, em fases de esquizofrenia mais aguda, fica reduzido ao tamanho de uma rua, daquelas dos bairros mais antigos de Lisboa em que as donas de casa reformadas, azedas, feias e desocupadas passam o dia à janela a falar da vida os outros. Há umas, as mais gordas, que até aproveitam para descansar as "poitrines" em cima dos parapeitos, com a Xaninha ao lado a ver as vistas com elas.

Margarida Rebelo Pinto in Metro de 24-10-05


Há fundações que merecem ser investigadas

Está na ordem do dia o nascimento desenfreado de fundações. Há-as para todos os gostos e feitios. Ninguém deve deixar de louvar os fundadores das mesmas, só que há fundações que já não são há muito aquilo que os fundadores queriam e deixaram escrito que como deviam ser. É do conhecimento geral que fundações de solidariedade, como são algumas fundações, não pagam impostos ao Estado, e como se isso não chegasse ainda recebem avultadas somas de subsídios. Só que algumas, depois da morte dos fundadores, mais parecem ter-se tornado «afundações»: são ordenados principescos, lugares de comando dominados por pessoas ligadas por compadrio, amigos, padrinhos e afilhados. Há fundações cujo património é enorme, e onde há dinheiro há poder. Só que o dinheiro é do povo, o qual não o vê. Investigue-se sem medo e tenha-se a coragem de dizer publicamente o resultado.

Luís Mira in Visão nº 664 (última semana de Novembro de 2005).

Nota do Site – Embora o texto acima se trate duma redacção com erros sintácticos em frases mal construídas, o assunto mais do que merece a publicação neste site. Neste caso ninguém se julga com responsabilidade para investigar casos em que todos os cidadãos reconhecem a existência de corrupção, fuga aos impostos, seitas de vigaristas, crime organizado. Afinal, não é uma excepção, mas mais um caso entre tantos e que prova o funcionamento da Justiça num país que mais não pode ser do que uma paródia de democracia. Indecente, também, que a mais importante instituição para uma democracia, aquela que garante a igualdade – a Justiça – seja ela também uma paródia. Se é como se diz, que  o povo tem sempre razão, por qualquer motivo este não acredita na Justiça que o Estado devia garantir a todos. É um desprestígio lamentável. Desde há alguns anos, o Estado tem-se mesmo esquivado a garantir qualquer justiça aos mais pobres que não estejam mesmo a morrer de fome. Dão-lhes um advogado estagiário (aprendiz perfeitamente incompetente) e quase sempre perdem os processos. É isto o direito à justiça? Não é mesmo uma paródia de democracia? Grande patranha quando os políticos acusam a Justiça. Afinal quem é que "fabrica as leis pelas quais a Justiça se rege? E quem tem a responsabilidade pelo funcionamento da Justiça. Se acham que está mal que a corrijam, não têm o direito de se escudarem por detrás da independência dos tribunais para se esforçarem por corrigir o que está mal.


Credibilidade dos políticos

Há dias ficámos a saber que, de entre dois políticos que deviam ter indiscutível credibilidade, um mentiu, ou o primeiro-ministro ou um candidato a Belém. Depois veio a afirmação de que nenhum avião da CIA passou por Portugal, agora sabe-se que o País foi visitado 25 vezes por aviões da CIA.

Perante isto, não é abusiva a conclusão de que as palavras de políticos não são para acreditar, não são para levar a sério. Eles esquecem que devem respeitar a inteligência dos cidadãos.

In Correio da Manhã online de 15-12-05


Os vencimentos na RTP

Como é possível que num país que não pode comparticipar uma cadeira de rodas a um deficiente, nem uma intervenção cirúrgica no estrangeiro a um paciente que tem aí a única esperança de sobrevivência paga a administradores duma empresa tecnicamente falida mais de 3.000 contos mensais? Que ética reside à gestão deste país? que dignidade têm os governantes que têm permitido estas situações, num país onde há milhares de velhos a viver com 40 contos por mês e que se deixam morrer por não poderem aviar as receitas na
farmácia? Só mesmo num país católico onde há muita religião e quase nenhuma formação. Como este país está a anos-luz dos países nórdicos de formação luterana. Venham mais fundos europeus para alguns construírem vivendas de luxo e comprarem carros topo de gama. "Quem não tem vergonha todo o mundo é seu".

Telmo Vieira in Metro de 21-12-05

Nota do site – Mais um testemunho da malvadez dos políticos. Não tenhamos pejo em dizermos a verdade sobre quem nos rouba, vive à nossa custa parasitando-nos e ainda por cima nos trata da saúde matando-nos. Quanto à religião, não é a sua função administrar o país nem os seus bens, é apenas um caso político, mesmo que os piores políticos se digam mais religiosos, como aqueles dois que em 2004 tornaram quase impossível o acesso ao apoio judiciário, reduziram o apoio aos pobres, obrigaram a Sta. Casa da Misericórdia a cortar por metade ou por completo as ajudas aos mais carenciados, etc., etc. Há alguém que diga que não são actos de malvadez perpetrados pelos piores malvados que possa haver, enquanto se dão verdadeiras fortunas aos da sua cor? E os jornalistas, falam o suficiente nestes casos, ou encobrem-nos?.Lembremo-nos este género de acontecimentos só se verificam onde o povo soberano o permite, e o povo português não passa dum rebanho de carneiros dóceis que permitem que políticos parasitas e malvados os gozem, roubem e matem. Há modos de o impedir democraticamente. O principal é o de quando não se está contente com a situação e os políticos não merecem a nossa confiança, vota-se em branco. O povo português é extremamente inculto e ignorante em democracia, deixando-se enganar pelos políticos que o escondem e pelos jornalistas que os encobrem. Ninguém deve deixar de votar, seja qual for o motivo, cumpra sempre o seu dever votando. Se não gosta do que se passa, não se cale, exprima a sua opinião, votando em branco. Obrigatório Votar


O nosso futuro

Charles Franklin Kettering (1876 – 1958), um filósofo dos E.U.A. escreveu:

We should all be concerned about the future because we will have to spend the rest of our lives there.

Nota do site – Difícil de aplicar hoje em Portugal. A miséria é tão intensa que a larga maioria da população só pensa no dia em que vive, amanhã se verá. Poucos podem ter uma conta de aforro, um seguro de vida e outro dos seus poucos bens. Chapa batida, chapa lambida. Como pensar, pois, num futuro que não se enxerga?


Medidas necessárias à evolução de Portugal

Lino de Carvalho perguntou a Manuela Moura Guedes: "Tenho sete netos e aflige-me o cenário desolado do país em que estão a crescer. Quais são, para si, as medidas necessárias para que Portugal possa evoluir?"

Ao que ela respondeu: Assim, de repente, lembro-me duma meia dúzia delas... mas há mais, muitas mais, infelizmente. Digo-lhe só uma, aquela em que deviam assentar todas as outras e que parece-me essencial, até talvez por deformação profissional. Que houvesse consciência do verdadeiro estado do País, e que não se tentasse esconder como estamos longe do nível de vida e de desenvolvimento dos europeus, principalmente nas zonas mais esquecidas e perdidas do interior.

In TV Guia, nº 1410.
Entrevista com perguntas de 27 personalidades.


Agostinho da Silva

Na celebração do nascimento do grande filósofo, recordaram-se alguns episódios da sua vida. Numa gravação em que ele já era idoso ouvimo-lo dizer que a coisa mais importante num país era aquilo a que ele chamava os três esses: sustento, saber e saúde.

Ouvindo-o, tem-se a sensação de que desde o seu tempo de juventude o progresso em Portugal tem estado parado, pois que as necessidades continuam as mesmas.


Arrogância e abuso dos jornalistas. Nos noticiários a primeira coisa que se nos atira aos olhos são os nomes dos jornalistas e acólitos. Por vezes são as únicas legendas que aparecem, nunca dando a mínima referência ao local apresentado nem a qualquer interveniente ou entrevistado, como se pode constatar no noticiário do canal dos dois pontos de 26-10-05.


Uma democracia corrupta é pior do que uma ditadura suave. É apenas um nome que só serve para cobrir a ganância das oligarquias de políticos malvados, em proveito das quais despedaçam o país e disputam os restos, quais lobos selvagens.

[ Conteúdo ]



Convite

Que denúncias gostaria de ver aqui afixadas, relativamente à corrupção, aos maus serviços ou abusos da administração do Estado, etc.? Às atitudes de políticos, de jornalistas ou outros? Apresente o seu caso. Sugira.


Por cortesia, queira assinar o
Livro de Visitas
do site e deixar as suas críticas e sugestões.

Contribua

Seta  Por favot, assine o Livro de Visitas do siteGet your Free Guestbook from Bravenet.com

Chat Rooms gratuitos Venha Conversar no Chat Room
                Chat Rooms gratuitos da Bravenet.com


For an Enlish version click here
The english version is not a translation of this site, but a full original version.


Força Aérea Portuguesa
 


Declaração de Responsabilidade

Todos os textos são fictícios e de pura invenção. Qualquer coincidência com a realidade é um mero acaso e não passa de pura coincidência.

Copyright

© Todos os artigos neste site estão protegidos por copyright do autor.


Optimizado para resoluções de 1024 × 768 e para os seguintes browsers a partir das versões indicadas:    Netscape 6    Firefox 1.4   e   Mozilla 1.4.
Codificação de caracteres em UTF-8.